Califórnia vai construir maior usina de energia eólica do mundo em alto-mar

Composta por cem turbinas eólicas no meio do mar, trata-se da nova maior usina offshore do mundo tem capacidade para produzir até 765 megawatts de energia limpa.

Os Estados Unidos estão investindo pesado em energia eólica! Exemplo disso é o fato inédito que aconteceu no Texas, no início de 2016: sem condições de armazenar toda a eletricidade produzida por meio do vento e para não jogar o recurso, o governo acabou dando energia elétrica de graça à população.

Pois eis que surge mais uma grande iniciativa do setor. Composta por cem turbinas eólicas no meio do mar, trata-se da nova maior usina offshore do mundo, que ficará sediada no estado da Califórnia e tem capacidade para produzir até 765 megawatts de energia limpa. O projeto, realizado pela Trident Winds, promete abastecer mais de 200 mil residências.

A ideia surgiu porque os melhores ventos americanos se encontram longe da terra firma. Estão, de fato, no meio do oceano. Por isso, a usina fica a mais de 53 quilômetros de distância da costa. Mas como? Uma tecnologia inovadora (e também muito recente) possibilitará a flutuação das turbinas no oceano: plataformas resistentes serão ancoradas no fundo do mar.

O método dispensará a necessidade de construir uma plataforma de concreto do fundo ao topo do mar — o que teria um impacto muito grande na vida marinha. Em contrapartida, por conta da quantidade de cabos necessários para transmitir toda energia produzida para terra firme, os custos do projeto serão inflacionados. Estima-se que esta energia custará mais do que o dobro do que custaria, caso ficasse em terra firma. Será que vale a pena?

Bem, segundo a Trident Winds, caso o custo benefício do projeto se provar muito baixo, é possível reaproveitar as turbinas em terra firme. Programada para começar a funcionar em 2025, espera-se que essa seja uma iniciativa inovadora que, quando aprimorada, terá custos menores e pouco impacto para o meio ambiente. É esperar para ver!

Fonte: The Greenest Post

Guia de Práticas Sustentáveis