Medalhas de Tóquio 2020 São Feitas de Lixo Eletrônico Reciclado

As medalhas foram produzidas com material reciclado de computadores, celulares, tablets, câmeras digitais, monitores e outros dispositivos.
medalha toquio 2020 lixo eletronico reciclado

Os Jogos Olímpicos de Tóquio começam no próximo dia 23 no Japão. As medalhas que os atletas receberão, foram produzidas com o uso de metais reciclados de aparelhos eletrônicos. Há partes de computadores, celulares, tablets, câmeras digitais, monitores e outros dispositivos.

TOKYO, JAPAN – JULY 24: The gold medal is displayed after the Tokyo 2020 medal design unveiling ceremony during Tokyo 2020 Olympic Games “One Year To Go” ceremony at Tokyo International Forum on July 24, 2019 in Tokyo, Japan. (Photo by Atsushi Tomura/Getty Images)

Entre abril de 2017 e março de 2019, foram coletadas mais de 78 mil toneladas de lixo eletrônico no país-sede, somando mais de 6 milhões de aparelhos quebrados ou antigos, segundo o Comitê Olímpico Internacional (COI). 

Deste material, foram extraídos 35 kg de ouro, 3,5 mil kg de prata e 2,2 mil kg de bronze, que vieram principalmente dos PCs e celulares descartados. Os metais estão presentes em partes de alguns componentes dos aparelhos, como as placas de circuito, e são removidos por meio de um processo complicado.

A reciclagem eletrônica inclui a trituração das placas, transformando-as em pó, e a separação dos metais por decantação (método usado para separar misturas heterogêneas). Em seguida, eles são derretidos e podem ganhar novos moldes para diferentes usos, como na confecção de 5 mil medalhas para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Composição das medalhas: lixo eletrônico reciclado

Produzidas pelo designer Junichi Kawanish, vencedor de um concurso com 400 participantes, as medalhas das Olimpíadas de Tóquio têm 8,5 cm de diâmetro.