Alimentos próximos do vencimento terão que ser doados por supermercados na França

Medida vai amenizar enorme desperdício de alimentos que ocorre no país

Todos os supermercados da França, a partir de 2016, terão que doar alimentos que ultrapassarem a data de venda em prateleira (ou seja, que estão muito próximos de atingirem a data de validade) – eles não poderão ser vendidos a instituições de caridade. A medida foi aprovada por unanimidade no parlamento do país e faz parte de uma legislação ampla sobre desperdício de alimentos, que foi votada em maio de 2015 (veja mais aqui).

Os varejistas também serão proibidos de destruírem produtos alimentares – essa medida costumava ocorrer com frequência no país para evitar que os itens fossem distribuídos gratuitamente.

Com a nova legislação, os franceses poderão fundar associações que tenham a aprovação do Ministério da Agricultura com o objetivo de recolher e distribuir comida. Segundo o conselheiro municipal de Courbevoie e ativista da causa, Arash Derambarsh, “isso significa que cidadãos comuns podem mostrar solidariedade e ajudar a distribuir comida para aqueles que mais necessitam”.

Derambarsh afirma que “é muito raro que uma lei passe tão rapidamente e por unanimidade”. Porém, o conselheiro diz que ainda há muito a ser feito, pois, em sua visão, a lei precisa ser aprovada nos outros Estados-membros da Comissão Europeia.

Cerca de 7,1 toneladas de comida são jogadas fora todos os anos na França. Quando o território analisado é o da União Europeia no seu conjunto, o cenário não é animador: os Estados-membros desperdiçam 89 milhões de toneladas de alimentos por ano.

A novidade entra em vigor em 13 de janeiro, depois de passar pelo Senado.

Fontes: The Guardian, Expresso, Time e Ecycle.com.br

Guia de Práticas Sustentáveis