Trem Movido a Hidrogênio Será Lançado em 2024 pela Hyundai

O lançamento do VLT, Veículo Leve sobre Trilhos, visa acelerar a comercialização de hidrogênio como combustível.

Aplicar as células de combustível de hidrogênio no transporte público pode transformar a realidade do setor ferroviário, visto que o componente é renovável, inesgotável e não poluente.

Algumas empresas já vêm priorizando esta alternativa sustentável, como é o caso da Hyundai. A multinacional sul-coreana de automóveis apresentou recentemente sua nova aposta de transporte público do futuro: um trem movido a hidrogênio.

Denominado como VLT, Veículo Leve sobre Trilhos, o novo transporte terá uma potência de 380 kW, inclusive, essa capacidade equivale a quatro células de combustível do Nexo.

Outras características já divulgadas do VLT são seus tubos flexíveis de alta pressão, que conectam os tanques de armazenamento de hidrogênio. Estes tanques ficam localizados no teto do veículo.

O investimento gira em torno de 42,4 bilhões de won (R$ 200 milhões), entretanto, o projeto terá um auxílio do governo coreano de aproximadamente 28 bilhões de won (R$ 134 milhões).

A produção em massa do VLT está prevista para 2024, após a implantação de subsistemas de hidrogênio, estações de abastecimento e apresentação do protótipo funcional.

Tecnologia do trem de hidrogênio

A tecnologia que utiliza hidrogênio como combustível, já é priorizada pela multinacional no desenvolvimento de carros, porém, esta é a primeira vez que a montadora inclui veículos leves sobre trilhos no projeto.

Além disso, a Coreia do Sul, onde o projeto do VLT segue em desenvolvimento, já é considerado um dos países líderes mundiais em tecnologia de hidrogênio automotivo.

Para o Governo, o lançamento do trem da Hyundai acelerará a transição e comercialização de hidrogênio em todas as áreas de transporte.

A princípio, as cidades que receberão as linhas VLT serão Ulsan e Dongtan, porém o objetivo é expandir o trajeto, abrangendo também destinos chaves de exportação como a Europa e países do sudeste asiático.

Confira mais sobre o combustível do futuro:

Leia Também

No post here!