Casa Flutuante em São Paulo é Ecologicamente Correta e Autossuficiente

O projeto Altar capta e trata a água, gera energia e transforma lixo orgânico em gás e tem poucos impactos ao meio ambiente.

Uma casa flutuante autossuficiente, que não gera lixo e ao seu redor, apenas natureza, nada de humanos. Essa deve ser a moradia dos sonhos para muitas pessoas, principalmente em tempos de pandemia. A construção batizada de Altar fica na represa de Piracaia, interior de São Paulo, e foi desenvolvida pela startup SysHaus.

“Criamos a casa flutuante para mostrar que ela é independente. E ainda, um lugar para você se conectar consigo mesmo”, afirma o empresário Facundo Guerra, à Folha de SP.

Além de moderna, a construção da casa flutuante economiza recursos naturais e gera mínimos impactos ao meio ambiente. As paredes são feitas de drywall e durante o processo não sobram entulhos.

Casa flutuante é Refúgio de Baixo impacto Ambiental

Casa flutuante economiza recursos naturais e gera mínimos impactos ao meio ambiente. (Reprodução/Syshaus)

Dentre as vantagens, a casa flutuante também é capaz de captar e tratar a água, gerar energia, transformar lixo orgânico em biogás para ser usado na cozinha, e ainda funciona como refúgio para o excesso de conexão com o mundo virtual.

Na espécie de balsa que mantém a casa suspensa, abriga-se o reservatório de água e uma bomba que gera energia por placas solares. Também se encontra o compartimento de limpeza e um biodigestor que trata os dejetos para não causar impacto à represa.

Reprodução/Syshaus

Segundo Guerra, a ideia é manter o hóspede em contato máximo com a natureza, sem internet e smartphones. 

Uma autorização da Marinha dá direito a manter a casa flutuante ancorada. (Reprodução/Syshaus)

A casa flutuante roda em seu eixo de acordo com o vento. Quem passa a noite lá vai dormir com uma paisagem e acorda com outra. E se você está se perguntando, o imóvel flutua sem que se tenha a sensação de balanço típica de um barco.

Casa Flutuante com Conforto e Minimalismo

Reprodução/Syshaus

Semelhante a um contêiner, a casa flutuante tem um design minimalista, área interna de 38 m², acomodando quatro pessoas. Além disso, conta com quarto de casal, sala, banheiro, cozinha integrada à sala e lareira. Já o deck tem 26 m². 

Uma autorização da Marinha dá direito a manter a estrutura ancorada na represa. E quanto à segurança, a casa fica dentro do perímetro da Fazenda Pedra Alta, onde o acesso se dá por um portão com código eletrônico monitorado com câmeras de vigilância.

Casa Flutuante Disponível para Locação

Reprodução/Syshaus

A casa flutuante Altar pode ser alugada para hospedagem através do Airbnb, cujas diárias custam a partir de R$ 900. Para conferir a disponibilidade das reservas, basta acessar este link.

Artigo
Título
Casa Flutuante em São Paulo é Ecologicamente Correta e Autossuficiente
Resumo
O projeto Altar capta e trata a água, gera energia e transforma lixo orgânico em gás e tem poucos impactos ao meio ambiente.
Author
Publisher Name
Portal Ekko Green
Publisher Logo