Manjericão: Tipos, Benefícios e Como Plantar (Com Fotos)

Neste artigo você vai descobrir os tipos mais comuns dessa planta, os principais benefícios além de um passo-a-passo de como plantar e cuidar do seu manjericão.
manjericão

Manjericão é uma das ervas mais comuns em nossas hortas caseiras. Com suas folhas verdes (ou roxas) e um aroma forte, é perfeita para temperar o seu molho de tomate ou para fazer um chá para combater a gripe. 

Neste artigo você vai descobrir os tipos mais comuns dessa planta, os principais benefícios além de um passo-a-passo de como plantar e cuidar do seu manjericão. 

Continue a leitura e veja algumas receitas para utilizar o seu manjericão como tempero ou chá. Não perca!

O Que é Manjericão (Definição)

O manjericão é uma erva aromática e medicinal, muito usada na culinária. Também conhecida como Manjericão-de-folha-larga, Alfavaca ou Basilicão. Seus galhos tem muitas ramificações, com folhas em formato oval, e cor verde clara. Com incríveis benefícios para saúde combatendo a cólica, ansiedade e problemas digestivos.

Propriedades do Manjericão

O poder nutritivo e medicinal do manjericão é notável, dada sua quantidade de vitaminas, minerais, e fitonutrientes. Contém químicos naturais, como o sabineno eugenol, cimeno, linalol, acetato de linalilo, e terpineol, compostos conhecidos por suas propriedades anti-inflamatórias e anti-bacterianas.

Manjericão (3 gramas); 7,58 calorias

NutrientesQuantidade
Vitamina K48 mcg
Ferro1,28 mg
Cálcio63,40 mg
Vitamina A281,24 IU
Fibras1,20 g
Magnésio12,68 mg
Vitamina C1,84 mg
Potássio103 mg

Tipos de manjericão

  1. Alfavaca ou Manjericão Doce. A espécie mais encontrada no Brasil.
  2. Basílico ou Basilicão. Variedade mediterrânea, introduzida no Brasil pelos imigrantes italianos.
  3. Manjericão Francês. Com folhas pontudas e miúdas, parecidas com a Alfavaca.
  4. Manjericão Roxo. Uma erva híbrida desenvolvida nos anos 1950

Alfavaca ou manjericão doce

É a espécie mais comum no Brasil. É conhecida também como manjericão doce por ter menos amargor que o basílico italiano. 

Tem folhas médias, pontiagudas e serrilhadas, seu sabor é marcante com notas do cravo-da-índia e toque cítrico. A rugosidade das folhas lembram as de hortelã. Fresca, pode ser usada no preparo de peixes, saladas, pizzas, massas, cogumelos, carnes, sanduíches e sopas. É amplamente empregado na culinária catarinense em ensopados de lagosta e caldos de camarão. 

Não é muito indicado para o pesto genovese por causa do sabor que remete à hortelã. Existem também a espécie atroveran ou alfavacão cuja função é medicinal e não culinária.

Basílico ou basilicão

É a variedade mediterrânea, introduzida no Brasil pelos imigrantes italianos. Tem folhas arredondadas, pontiagudas, levemente curvadas e brilhantes. Tem altura máxima de 50 cm.

Seu aroma é intenso, o sabor amargo e tem notas de cravo. Combina com tomate, abobrinha, feijões, vagens, alho, cebola e azeitonas e aromatiza muitos pratos, como saladas, hortaliças, ovos, aves, carne suína, peixes, frutos de mar, queijos curados, massas frescas e pizzas. É usado também para o que os italianos chamam de o verdadeiro pesto alla genovese.

Manjericão francês

Essa variedade, introduzida no Brasil recentemente, é conhecida também como manjericão cravo por causa do aroma muito característico. Tem flores brancas, folhas pontudas e miúdas, parecidas com a alfavaca. Tem função principalmente medicinal, como ansiolítico, e é utilizado para fazer chá. Na comida dá um toque de leveza e frescor ao prato, mas é pouco usado porque o sabor é muito suave.

Manjericão roxo

O manjericão roxo tem folhas com uma coloração distinta e sabor mais suave. Por isso é mais utilizado para temperar saladas, na decoração de pratos e no preparo de chás. É uma erva híbrida que foi desenvolvida na Universidade de Connecticut por volta de 1950.

Como Plantar Manjericão Em Vaso: Passo A Passo

Pegue a muda de manjericão, faça um pequeno buraco na terra com o dedo e posicione a muda ou semente. Em seguida cubra o burado com o restante do substrato e pressione levemente para que a muda fique firme no solo. Agora é só regar, sem excesso para evitar encharcar o solo.

Se você quer saber como plantar manjericão de forma adequada, chegou ao lugar certo. 

O manjericão ou remédio-de-vaqueiro como também é chamado, se trata de uma planta bastante benéfica para a nossa saúde, além de também servir para o tempero para vários molhos. 

Ela alivia problemas de diversos gêneros, como a má digestão ou até mesmo aqueles que estão relacionados ao fígado. 

Por esse e diversos outros motivos, o manjericão se trata de uma das plantas mais comuns de serem cultivadas hoje em dia.

O melhor de tudo é que plantá-la não é uma tarefa difícil, basta seguir algumas orientações essenciais, para que a sua plantação seja adequada.

Saiba tudo o que você precisa sobre como plantar manjericão abaixo: 

O clima 

O clima é um fator sempre muito importante quando pensamento em plantar alguma coisa.

Entretanto, devido ao Brasil se tratar de um país tropical, é possível plantar o manjericão em qualquer época do ano.

Para preservar estas plantas é preciso que tomem muito sol, é recomendado para a planta crescer saudável que a mesma tome pelo menos 6 horas de sol todos os dias. 

Na hora que for realizar o plantio é recomendado que as sementes não fiquem em um nível muito profundo, sendo preferível que atinja cerca de até 1 cm.

Você pode colocar até no máximo 3 sementes em cada buraco.

 Além disso, lembre-se sempre de manter o vaso limpo e ter água disponível. 

Tempo de germinação

O processo de germinação do manjericão ocorre entre 5 a 15 dias no máximo, mas na maioria das vezes não é muito demorado. 

Onde pode ser plantado

O manjericão pode ser plantado tanto em um jardim comum quanto dentro de casa, desde que a mesma fique posicionada de frente para o sol.

Por sementes

O plantio de manjericão por sementes exige alguns cuidados. A escolha da época do ano é o mais importante. O mais indicado é durante a primavera, quando as temperaturas são mais amenas. O manjericão não suporta o frio e esse é um detalhe crucial na escolha da época do plantio.

Por muda

Fazer mudas de manjericão é muito simples. Será preciso apenas cortar um pequeno galho de uma planta adulta, remover as folhas maiores e deixando apenas as folhas superiores. Depois, é só colocar esse galho em um copo de água e aguardar as raízes começarem a brotar. Nesse período, evite luz direta do sol e troque a água com frequência. Depois é só colocar a muda na terra.

Caso não tenha um quintal, o peitoril da janela é sempre a melhor opção. 

Fertilizantes

Para fazer a fertilização de sua planta, utilize de preferência um fertilizante líquido, que deve ser usado a cada 4 ou 6 semanas, quando cultivada no interior, e a cada 4 semanas quando o mesmo é cultivado em algum recipiente na parte exterior.

Colheita

É necessário realizar a colheita do manjericão sempre que o mesmo atingir 1,2 metros de altura, o que quase sempre leva 60 dias para ocorrer.

Não é recomendado realizar esse processo antes dos 60 dias.

Além disso, quando for realizar a colheita lembre-se de sempre começar pela primeira parte da planta, além de realizar o corte das flores para prolongar seu tempo de vida conforme vão surgindo. No tópico abaixo falamos mais sobre como podar o manjericão. 

Como cuidar 

O manjericão é uma erva que gosta de luz direta do sol por cerca de 4 a 6 horas por dia. A planta precisa de água regularmente, principalmente durante as épocas mais quentes do ano. O ideal é regar a planta na parte da manhã, evitando o acúmulo excessivo no solo.

Como podar manjericão

Saber como podar manjericão é essencial para que a planta cresça completamente saudável e não tenha o seu desenvolvimento afetado. 

Para podar seu manjericão é necessário sempre cortar suas flores, isso irá fazer com que seu sabor seja devidamente preservado, além de proporcionar mais saúde e tempo de vida para a planta. 

Isso acontece porque as flores consomem muita energia por isso precisam ser retiradas. 

Evitar que as flores cresçam, irá fazer com que a planta encaminhe todos os nutrientes essenciais para as folhas, fazendo com que as mesmas fiquem muito mais cheirosas e de um tamanho maior.

Também é importante realizar uma adubação que deve ocorrer em até 40 dias.

Existem alguns problemas que podem prejudicar o crescimento do manjericão por isso é importante evitar ao máximo.

As geadas são um dos principais empecilhos, portanto, dependo do clima, caso esteja em um tempo de muita chuva, é necessário sempre ficar de olho no solo e evitar a todo custo o excesso de água, já que este fator pode prejudicar a vida da sua plantação. 

Como recuperar manjericão murcho

Você sabia que existem formas de recuperar uma planta murcha?

Mesmo que você não cometa nenhum erro, ainda assim é possível que uma parte de sua plantação comece a ficar murcha ou até mesmo começar a aparecer algumas manchas.

A boa notícia é que o problema pode ser resolvido facilmente em alguns passos simples, e existem algumas dicas práticas que podem salvar qualquer plantação. 

O primeiro passo é fazer a troca do vaso em que está a planta.

Neste caso, procure colocar sua planta em um vaso de um tamanho superior ao antigo.

Se a sua planta está murchando, é ideal também fazer um adubo para que as plantas se tornem mais saudáveis.

Para fazer uma adubação é possível utilizar frutas, leite e até borra de café. Verifique também se não há outros fatores que podem estar destruindo a saúde da planta. 

Se o caso for manchas, o problema é na maioria das vezes as pragas que podem prejudicar.

São vários motivos que podem influenciar a proliferação de pragas, desde a escassez de água ou seu excesso, lixo, falta de ventilação, entre outros.

Como consumir Manjericão

O manjericão é muito utilizado na cozinha, onde todas as partes da planta são utilizadas. Ótimo para temperar carnes, frangos e peixes Serve como ingrediente principal no molho Pesto. Suas flores servem para decorar e perfumar saladas. Seu chá é indicado principalmente para tratar problemas de garganta e sintomas da gripe.

Manjericão seco

É ótimo para a melhora do sistema imunológico, conhecido desintoxicante, anti-inflamatório e antisséptico, rico em vitaminas A, C e K, minerais e ômega 3. Seco pode ser guardado por mais tempo e como toque final em receitas.

Molho Pesto Genovês

Pesto de manjericão é um molho prático, delicioso e super versátil. Use em massas, aves ou saladas. 

INGREDIENTES:

  • punhado de folhas de manjericão (50g)
  • 3 unidades de castanhas do Pinoli ( pode ser: nozes, castanha de Caju ou castanha do Pará )
  • 3 colheres (sopa) de queijo parmesão ou pecorino ralado
  • 1 dente de alho
  • Aproximadamente 10 colheres (sopa) de azeite de oliva
  • 1/2 colher (chá) de suco de limão (opcional)
  • Sal e pimenta do reino a gosto

MODO DE PREPARO:
1- No processador adicione as folhas de manjericão, o alho,o sal e bata.
2- Despeje o azeite de oliva, o queijo ralado, as castanhas e um pouquinho de suco de limão. Bata bem. Se necessário adicione um pouco mais de azeite gradualmente até chegar ao ponto desejado.

Óleo Essencial de Manjericão

Chá de manjericão

Este chá é indicado principalmente para tratar problemas de garganta e sintomas da gripe.

12 benefícios do chá de manjericão

  1. Contribui para o bom funcionamento dos rins;
  2. Alivia dores de cabeça;
  3. Tem efeito carminativo, evitando a formação de gases intestinais;
  4. Melhora a digestão;
  5. Tem função expectorante, ajudando a prevenir problemas respiratórios;
  6. Tem ação antitérmica, ajudando a melhorar quadros de febre;
  7. Ajuda a combater a ansiedade e o estresse pois possui ação ansiolítica;
  8. Controla a inflamação do organismo;
  9. É aliado no processo de emagrecimento (devido especialmente às suas propriedades diuréticas e anti-inflamatórias);
  10. Previne o envelhecimento precoce devido às suas propriedades antioxidantes (que combatem os radicais livres);
  11. Contribui para a saúde bucal, evitando a gengivite, o mau hálito, entre outros problemas, devido a propriedades antimicrobianas;
  12. Possui ação antiespasmódica, tratando e/ou evitando espasmos musculares.

INGREDIENTES:

  • 1/2 litro de água filtrada
  • 1 colher (chá) de folhas frescas de manjericão
  • adoçar com açúcar orgânico ou demerara, a gosto (opcional)

PREPARO:

  1. Ferva a água.
  2. Coloque sobre a água as folhas de manjericão picadas e abafe por 10 minutos.
  3. Coe, adoce e tome.

Como tomar

3 xícaras (chá) ao dia: ao acordar, de tarde e antes de dormir. Tomar o chá até a melhora dos sintomas.

Conclusão

É de grande importância que você entenda que o manjericão se trata de uma planta da qual não possui um ciclo de vida muito longo, mas existem procedimentos que podem prolongar a vida da planta. 

Tudo depende do seu esforço e base de conhecimento para fazê-la crescer e se tornar saudável.  

Normalmente essas plantas não passam mais que um ano de vida, o ciclo termina no fim da floração, já que após isso ela irá secar e morrer.

Colocando nossas dicas em prática, você vai cultivar uma planta saudável, as folhas ficarão cheirosas e servirá para complementar a sua receita em casa.

Ficou com alguma dúvida? Quer deixar a sua receita especial? Escreve para gente nos comentários!

Qual é o benefício do manjericão?

O poder nutritivo e medicinal do manjericão é notável, dada sua quantidade de vitaminas, minerais, e fitonutrientes. Contém químicos naturais, como o sabineno eugenol, cimeno, linalol, acetato de linalilo, e terpineol, compostos conhecidos por suas propriedades anti-inflamatórias e anti-bacterianas.

Qual a melhor forma de consumir manjericão?

O manjericão é muito utilizado na cozinha, onde todas as partes da planta são utilizadas. Ótimo para temperar carnes, frangos e peixes Serve como ingrediente principal no molho Pesto. Suas flores servem para decorar e perfumar saladas. Seu chá é indicado principalmente para tratar problemas de garganta e sintomas da gripe.

Qual melhor tipo de manjericão?

  • Alfavaca ou Manjericão Doce. A espécie mais encontrada no Brasil.Basílico ou Basilicão. Variedade mediterrânea, introduzida no Brasil pelos imigrantes italianos.Manjericão Francês. Com folhas pontudas e miúdas, parecidas com a Alfavaca.Manjericão Roxo. Uma erva híbrida desenvolvida nos anos 1950