fbpx

Painéis Fotovoltaicos Batem Recorde de 29,2% em Eficiência Solar na Suíça

Nova tecnologia com perovskita à base de haleto é o que garante a potente eficiência solar ao painéis fotovoltaicos

Mais um recorde na conta da energia gerada via painéis fotovoltaicos! Um grupo de investigadores da École Polytechnique Fédérale de Lausanne (EPLF), — situada na cidade de Lausanne, na Suíça —, projetaram uma nova célula solar com 29,2% em eficiência. 

De acordo com os estudiosos, o resultado inédito se deu devido à combinação poderosa entre células de silício texturizado (normalmente utilizadas sozinhas) e perovskita.

Como Funcionam Painéis Fotovoltaicos Enriquecidos Com Perovskita

Energia Solar, noticias Suíça

As perovskitas são compostos híbridos feitos de haletos metálicos e constituintes orgânicos. Eles mostram um grande potencial em uma variedade de aplicações, por exemplo.

Luzes LED, lasers e fotodetectores, mas sua maior contribuição está nas células solares de painéis fotovoltaicos, onde estão prestes a ultrapassar o mercado de suas contrapartes de silício.

Segundo o artigo publicado na revista Nature, um dos maiores obstáculos foi encontrar uma maneira de cobrir a superfície texturizada e rugosa do silício, com uma fina camada de perovskita baseada em haleto.

Então, no ano de 2018, os pesquisadores desenvolveram um método que distribui uniformemente camadas de perovskita sobre a camada de silício texturizado. É importante lembrar que geralmente, utilizasse as células de silício no mercado, pois sua superfície texturizada ajuda a minimizar os reflexos de luz, aumentando sua eficiência.

Painéis fotovoltaicos com células de perovskita.
Energia Solar, noticias Suíça

Felizmente, o grupo de cientistas conseguiu aprimorar o sistema de cristalização da perovskita, ao desenvolverem camadas ultra-transparentes. Essas novas camadas absorvem a radiação verde e azul do espectro solar, para aproveitar o seu máximo. 

Isso porque, as duas camadas formam algo chamado “tandem”, que atingiram um coeficiente de eficiência de 29,2% em uma área de pouco menos 1cm².

Com o novo recorde, os novos painéis fotovoltaicos de perovskita ganharam o certificado de recorde de eficiência pelo Instituto Fraunhofer para Sistemas de Energia Solar (Fraunhofer ISE).

Projetos Futuros dos Novos Painéis Fotovoltaicos de Perovskita

Energia Solar, noticias Suíça

A equipe de investigadores propôs uma nova forma de monetizar a descoberta, obtendo rendimentos superiores a 30% ao aproveitar a forte corrente elétrica dos painéis solares ocasionada pelo aprimoramento do processo de cristalização.

“Serão necessários vários anos de investigação e de desenvolvimento para comercializar esta tecnologia, bem como melhorar os processos de produção corresponderes. Um dos grandes desafios será desenvolver células solares que possam permanecer nos telhados sem se deteriorarem por mais de 25 anos”, comenta Christophe Ballif, um dos pesquisadores do EPFL.

Entretanto, os pesquisadores reiteram que o objetivo constante será sempre adquirir maior eficiência sem prejudicar a textura rugosa do silício.

Ainda assim, a nova descoberta traz promissoras perspectivas de redução de custos na produção de eletricidade (uma vez que irá produzir mais energia, com a mesma área de superfície do processo antigo).

Voltz Lança Primeiro Triciclo Elétrico De Produção 100% Brasileira

Trem Turístico Movido a Energia Solar Ligará Argentina a Machu Picchu

Startup Americana Cria Casa Auto-Suficiente Modular Que Não Usa Combustíveis Fósseis