fbpx
Continua após a publicidade..

Energia Solar Preço: Quanto Custa Instalar o Painel Solar (2024)

Neste artigo, vamos analisar qual o preço de um sistema solar e como esse custo está diminuindo rapidamente. Confira!
Continua após a publicidade..

A energia solar, uma das fontes de energia mais promissoras e sustentáveis do nosso tempo, tem percorrido um caminho fascinante desde suas primeiras descobertas até se tornar um pilar crucial na busca por um futuro mais verde. Esta jornada começou no século 19, quando os primeiros experimentos com a energia do sol foram realizados, mas foi apenas nas últimas décadas que a energia solar ganhou um lugar de destaque na matriz energética global.

No centro desta transformação, está o avanço tecnológico que permitiu a conversão mais eficiente da luz solar em energia elétrica. Dos primeiros painéis solares rudimentares aos modernos sistemas fotovoltaicos, a energia solar evoluiu não apenas em eficiência, mas também em acessibilidade.

Hoje, essa fonte de energia não é apenas uma alternativa mais limpa comparada aos combustíveis fósseis, mas também uma opção cada vez mais econômica.

Neste artigo, vamos explorar como a energia solar funciona, seu impacto ambiental e econômico, os tipos de sistemas disponíveis, e o que considerar ao adotar esta fonte energética renovável para sua casa ou negócio. Prepare-se para mergulhar no mundo da energia solar, uma tecnologia que está remodelando nossa forma de pensar e usar a energia no século 21.

O que eu preciso para ter um sistema fotovoltaico?

Quando se trata de produzir energia própria, é necessário fazer alguns investimentos, tais como desenvolver um projeto de engenharia que atenda aos requisitos, adquirir os inversores e a estrutura de fixação, realizar a homologação do sistema e instalar as placas solares.

Além dos investimentos necessários para a instalação de um sistema fotovoltaico, é importante considerar a regulamentação sobre a compensação de energia. Quando um sistema fotovoltaico produz mais energia do que o consumo, o excedente é enviado para a rede de distribuição.

A ANEEL permite que este excedente gere créditos de energia, que podem ser usados para abater o consumo em meses subsequentes, diminuindo ainda mais a conta de luz. Além disso, muitos municípios brasileiros têm implementado suas próprias iniciativas para promover a energia solar, como reduções em impostos locais, como o IPTU, para proprietários que instalam sistemas solares em suas residências ou estabelecimentos comerciais.

Placas solares e inversores

Placas solares, também conhecidas como painéis ou módulos fotovoltaicos, podem ser de primeira, segunda ou terceira linha (Tier 1, 2 ou 3). É lógico que as Tier 1, produzidas por empresas reconhecidas e fabricadas com material de alta qualidade e tecnologia inovadora, geralmente são mais caras. Dependendo da capacidade de cada uma, seu valor normalmente se aproxima de mil a dois mil reais.


Veja também

Kit de energia solar Intelbras – R$ 9.640,24

Kit de energia solar Intelbras

Energia Solar blog

Quando se trata de inversores, há vários tipos – como o inversor string e o microinversor – disponíveis e de diferentes fabricantes, com custos-benefícios também diversos. O microinversor pode ser mais caro, mas oferece algumas vantagens que podem tornar-se atrativas a longo prazo, especialmente para uso em instalações solares residenciais.

Estruturas de fixação

Em geral, as opções de fixação mais econômicas costumam ser aquelas aplicadas nos telhados metálicos, seguidas dos telhados cerâmicos e dos que são instalados na laje. No caso de coberturas de fibrocimento, parafusos estruturais são indispensáveis, e a fixação do sistema fotovoltaico é um pouco mais complexa.

Energia Solar blog

É importante realizar uma avaliação minuciosa para compreender o espaçamento e o modelo de estrutura apropriado, além de se certificar que não haverão infiltrações ou consequências para a garantia do telhado instalado. A fixação no solo, possivelmente, seja a mais cara de todas, uma vez que exige mais metal para a sua montagem e um procedimento de instalação mais demorado e complexo.

Projeto e homologação

Para determinar quantas placas necessita, com qual potência, localização para instalação e qual estrutura é ideal, fazer um projeto é indispensável. Isso irá assegurar que sua produção mensal seja totalmente atendida, sem riscos. O projeto também deve calcular a estrutura necessária. Por exemplo, se o telhado de seu estabelecimento não suportar o peso das placas, pode ser necessário reforçá-lo.

Energia Solar blog

A homologação é um documento legalmente exigido que deve ser certificado por um profissional competente e encaminhado à concessionária. Se não for realizado corretamente, pode ser reprovado e você precisará aguardar por mais tempo para ver as economias na conta, apesar do grande investimento.

Variáveis que Afetam o Custo de um Sistema de Energia Solar

Como mencionado anteriormente, diversos fatores impactam no custo de um sistema fotovoltaico. A fim de melhorar a análise de viabilidade do seu projeto, destacaremos os principais fatores para você considerar.

Orientação do Telhado

A idealização para a instalação de um sistema de energia solar no hemisfério sul do mundo é orientada ao Norte. Todavia, se o telhado estiver voltado para o Sul, existem soluções que ajudam a reduzir a despesa gerada por essa circunstância.

energia solar preço

Para aproveitar ao máximo a incidência solar, é necessário investir em um suporte especial para abaixar a inclinação dos painéis fotovoltaicos instalados no sentido sul. Porém, este ajuste vem com um custo adicional, já que não é possível obter a melhor posição possível.

Inclinação do Telhado

O design de seu telhado terá impacto nos custos dos painéis solares, bem como no nível de complexidade da instalação. Na região Sudeste do Brasil, um ângulo de inclinação de aproximadamente 22° para o norte é considerado ideal para a instalação dos painéis.

Energia Solar blog

Se o seu telhado não estiver posicionado para o norte, não se preocupe, a redução na produção de energia é relativamente pequena para aqueles com painéis apontando para o Oeste e Leste, aproximadamente 15%. Para quem tem o telhado direcionado ao Sul, vale a pena examinar a técnica de instalação.

Distância entre instalação e conexão

Outro aspecto que influencia no custo de um sistema de energia solar são as distâncias entre módulos, inversor e do inversor até o quadro de distribuição de cargas da sua residência. É claro que quanto maior for a distância, maior a necessidade de materiais para concluir a instalação.

Energia Solar blog

Contudo, é importante destacar que, especialmente para as ligações entre módulos e inversores, o custo ligado aos cabos é significativo, pois os condutores utilizados são especiais, diferentes daqueles usados, por exemplo, na sua casa.

Tipo de Estrutura de Fixação

Ao montar o sistema fotovoltaico, além de prestar atenção nos módulos, é importante escolher adequadamente o tipo de suporte para fixá-los. A instalação de telhados coloniais ou cerâmicos costuma ser mais cara do que em telhados metálicos, dependendo do fabricante.

Energia Solar blog

Usinas de solo costumam exigir investimentos consideráveis, pois além dos equipamentos metálicos necessários, também exigem que sejam executadas obras civis, como as fundações em concreto destinadas ao ancoramento.

Preço da Energia Solar Fotovoltaica Residencial

Casa pequena, de 2 a 3 pessoas – Sistema de 1.6Kwp custa de R$ 13.500 a R$ 16.000;

Casa média, de 3 a 4 pessoas – Sistema de 2,2Kwp custa de R$ 15.740 a R$ 18.600;

Casa média, 4 pessoas – Sistema de 3,3Kwp custa R$ 20.500 a R$ 23.800;

Casa grande, 4 a 5 pessoas – Sistema de 4,4Kwp custa de R$ 24.640 a R$ 30.800;

Casa grande, 5 pessoas – Sistema de 5,3Kwp custa de R$ 26.500 a R$ 30.750;

Mansões, mais de 5 pessoas – Sistemas de até 10Kwp custam de R$ 47.000 a R$ 55.000

Preço da Energia Solar Fotovoltaica para Comércios e Indústrias:

100Kw – R$ 400.000 – R$ 490.000;

500Kw – R$ R$1,8Mi – R$2.25Mi;

1MW – R$ 3,5mi – R$ 4Mi;

Legislação e Políticas: Energia Solar no Brasil

A adoção da energia solar no Brasil é fortemente influenciada por uma série de leis e políticas governamentais, que têm como objetivo facilitar e incentivar o uso dessa fonte renovável. O entendimento destas regulamentações é crucial para quem deseja investir em energia solar, seja para uso residencial ou empresarial.

Marco Regulatório da Geração Distribuída

Em primeiro lugar, destaca-se o marco regulatório da geração distribuída (GD), estabelecido pela Resolução Normativa nº 482/2012 da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). Esta regulamentação, atualizada em 2015 e 2022, estabelece as condições para que consumidores possam gerar sua própria energia elétrica a partir de fontes renováveis e fornecer o excedente para a rede de distribuição local.

Incentivos Fiscais e Subsídios

O governo brasileiro oferece diversos incentivos fiscais para a instalação de sistemas de energia solar. Um exemplo notável é a isenção de PIS/Cofins para a geração de energia renovável, reduzindo significativamente o custo de instalação de painéis solares. Além disso, alguns estados e municípios oferecem redução ou isenção de ICMS sobre a energia elétrica gerada.

Programas de Financiamento

Existem várias linhas de financiamento disponíveis para facilit

ar a aquisição de sistemas de energia solar no Brasil. Estes programas são oferecidos por instituições financeiras como o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e bancos privados. Eles fornecem condições facilitadas, como juros mais baixos e prazos de pagamento estendidos, tornando o investimento em energia solar mais acessível para consumidores individuais e empresas.

Continua após a publicidade..

Regulamentação sobre Compensação de Energia

Outro aspecto importante é a regulamentação sobre a compensação de energia. Quando um sistema fotovoltaico produz mais energia do que o consumo, o excedente é enviado para a rede de distribuição. A ANEEL permite que este excedente gere créditos de energia, que podem ser usados para abater o consumo em meses subsequentes, diminuindo ainda mais a conta de luz.

Resoluções Locais e Incentivos Municipais

Além das políticas federais, muitos municípios brasileiros têm implementado suas próprias iniciativas para promover a energia solar. Isso inclui reduções em impostos locais, como o IPTU, para proprietários que instalam sistemas solares em suas residências ou estabelecimentos comerciais.

Homologação do Sistema de Energia Solar

cropped-blog_aldosolar_Energia-solar-supera-11-GW-e-se-destaca-no-Brasil-1024x587-1.webp

Para instalar um sistema de energia solar, é necessário realizar a homologação junto à concessionária de energia elétrica. Este processo envolve a submissão de documentos técnicos, incluindo projetos elétricos e mecânicos, certificados dos equipamentos e um estudo de viabilidade. A homologação garante que o sistema está em conformidade com as normas de segurança e eficiência energética estabelecidas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Documentação Necessária

A documentação exigida para a homologação geralmente inclui:

  1. Projeto Elétrico: Detalha a instalação dos painéis solares, inversores, e a integração com a rede elétrica.
  2. Projeto Mecânico: Descreve a montagem estrutural dos painéis, considerando fatores como resistência ao vento e inclinação.
  3. Certificados dos Equipamentos: Incluem certificados de conformidade dos painéis solares, inversores e outros componentes.
  4. Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica: Avalia a capacidade de geração de energia do sistema e a viabilidade financeira do investimento.
  5. Autorização da Concessionária: A concessionária de energia precisa aprovar a interligação do sistema solar com a rede elétrica.

Custos de Manutenção e Operação

Energia Solar blog

Os custos de manutenção e operação de um sistema de energia solar são relativamente baixos em comparação com outros sistemas de geração de energia. No entanto, é importante considerar:

  1. Limpeza dos Painéis: Para garantir a eficiência máxima, os painéis solares devem ser limpos regularmente para remover poeira, folhas e outros detritos.
  2. Inspeção Técnica: Verificações periódicas são necessárias para garantir que todos os componentes estão funcionando corretamente e que não há danos ou desgaste excessivo.
  3. Substituição de Componentes: Componentes como inversores podem precisar ser substituídos após 10-15 anos de operação.
  4. Monitoramento: Sistemas de monitoramento podem ser usados para acompanhar a performance do sistema e detectar problemas de forma proativa.

Análise de Retorno do Investimento (ROI)

Investir em um sistema de energia solar pode resultar em economias significativas na conta de energia elétrica e contribuir para a sustentabilidade ambiental. A análise de ROI considera:

  1. Custo Inicial de Instalação: Inclui o preço dos painéis solares, inversores, estrutura de montagem, e custos de instalação.
  2. Economia na Conta de Energia: A energia gerada pelo sistema solar reduz a necessidade de compra de eletricidade da rede, resultando em economias mensais.
  3. Incentivos e Subsídios: Existem programas de incentivo e subsídios governamentais que podem reduzir o custo inicial e melhorar o retorno do investimento.
  4. Vida Útil do Sistema: Painéis solares têm uma vida útil de 25-30 anos, oferecendo um longo período de retorno sobre o investimento.
  5. Valor de Revenda: Sistemas de energia solar podem aumentar o valor de revenda de uma propriedade, representando um benefício adicional.

Ao considerar todos esses fatores, é possível calcular o período de payback, que é o tempo necessário para que as economias na conta de energia compensem o custo inicial do investimento. Em média, o payback para sistemas de energia solar no Brasil varia entre 4 a 8 anos, dependendo da região e do consumo de energia.

Conclusão

A energia solar é uma das fontes de energia mais limpas e renováveis. A luz do sol é transformada em energia elétrica que pode ser usada para alimentar a sua casa ou negócio. Com o custo da instalação caindo a cada ano, agora é o momento perfeito para instalar um sistema de energia solar em sua casa ou negócio. 

As pessoas também perguntam

Qual o valor pra colocar energia solar?

Um gerador de energia solar residencial de 1,78 kWp tem seu valor de instalação de aproximadamente R$3.396,60 . A instalação de geradores de 12,42 kWp (para pequenas empresas), custam cerca de R$ 10.323,00.

Quanto custa 20 placas solares?

Hoje, o preço de uma única placa solar pode variar entre R$1.110 e R$1.500 no mercado. Neste sentido, para instalar um sistema solar com 20 placas, você gastaria algo em torno de R$20 mil a R$35 mil reais.

Quanto custa um kit de energia solar residencial?

Kit de Energia Solar Residencial 2,23 kWp – R$ 11.249,00. Kit de Energia Solar Residencial 4.9 kWp -R$ 20.009,00. Kit de Energia Solar Residencial 6.23 kWp -R$ 23.819,00. Kit de Energia Solar Residencial 8.9 kWp –R$ 33.179,00.

Posso financiar a instalação da energia solar?

O financiamento solar é uma opção para aqueles que desejam obter dinheiro emprestado para comprar um sistema solar pagando em parcelas, em vez de adiantado no momento da compra.

Redação EkkoGreen

Redação EkkoGreen

A equipe do Portal Ekko Green é dedicada à causa da sustentabilidade. Nosso foco é trazer informações precisas e inspiradoras, sempre buscando as últimas tendências no mundo verde. Acreditamos no poder da informação para criar um futuro mais sustentável.

Mandioca: O Super Alimento dos Trópicos Conheça seus Benefícios

Tégula-Solar-–-a-primeira-telha-solar-brasileira

Telha Solar no Brasil: Preço e Onde Comprar (2024)

Energia Solar Preço: Quanto Custa Instalar o Painel Solar (2024)

EkkoGreen Newsletter

Descubra um Mundo Mais Verde!

A cada edição, trazemos a você histórias inspiradoras, inovações em energia limpa, veículos elétricos, arquitetura sustentável e muito mais.