Bitucas de Cigarro São Transformadas em Celulose

A startup Ecofilter trata e dá um novo destino para bitucas de cigarro por meio de ação de fungos

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o número estimado de fumantes no mundo é de 1,6 bilhão. Essa enormidade de pessoas joga fora aproximadamente 7,7 bitucas de cigarro por dia. Ou seja, são cerca de 12,3 bilhões de bitucas descartadas diariamente. 

Muitas das bitucas de cigarro são infelizmente jogadas no chão. Dos cigarros vendidos todos os anos, 4,5 trilhões não acabam no lixo. Em vez disso, são descartados em oceanos, lagos, ruas, parques, praias e rios.  De acordo com relatório da NBC News, a bituca de cigarro polui mais o oceano do que as sacolas e canudos de plástico.

Estima-se que cada bituca possa conter até 7 mil substâncias químicas e mesmo quando jogadas em latas de lixo, as bitucas representam um problema ambiental. Uma simples bituca pode poluir até 50 litros de água.

Como funciona a transformação das bitucas de cigarro em celulose:

A startup mexicana Ecofilter encontrou na natureza uma solução para dar um novo destino a estes resíduos. As bitucas são tratadas usando um fungo, o Pleurotus ostreatus, também conhecido como cogumelo ostra, que se alimenta das bitucas e elimina as toxinas em cerca de 30 dias.

O que sobra deste processo é a polpa de celulose do resíduo que e pode ser transformada em produtos de papel.

Bitucas de Cigarro

A primeira estação de tratamento da Ecofilter já foi inaugurada em Tlajomulco. Para coletar as bitucas a startup trabalha com duas organizações no México, a Para bien o para mal e a Colillatón, que recolhem garrafas plásticas cheias de bitucas de cigarro que as pessoas guardam para reciclar.

Leia Também

No post here!