fbpx

Nordeste Lidera Mercado de Energia Renovável e Gera Milhares de Empregos

Nordeste amplia e lidera o ranking nacional de produção em energia renovável

Nos últimos anos, o potencial de geração de energia renovável cresceu de forma substancial no Brasil. Tudo isso, porque grande parte dos estados do nordeste lideram a produção de energias limpas devido a suas características geológicas: muita luz e fortes ventos.

Hoje, somente com energia solar, ao Brasil possui 4.574 MW em geração centralizada ou por parques solares e 7.617 MW de geração distribuída para telhados fotovoltaicos. 

Quando se trata da fonte de energia eólica, o país faturou mais de R$ 35,8 bilhões com 751 parques em 12 estados onde existem 8.820 aerogeradores com capacidade de 20,10 GW e que têm previsão de atingir 32,23 GW até 2026.

Alta Adesão de Parques de Energia Renovável no Nordeste

Em 2021, já entraram em operação mais de 3.400 MW provenientes das mais diversas fontes de energia renovável, com a solar correspondendo a 48% dessa expansão.

Com o Nordeste liderando a produção, o potencial do estado de Pernambuco, por exemplo, é de cerca de 1.220 GW em energia solar e 74 GW em energia eólica. O local é considerado de alto potencial eólico e solar, por isso, estão sendo realizadas uma série de implantações e desenvolvimentos no que se diz repeito a energia renovável.

“Em 2021, já entraram em operação mais de 3.400 MW provenientes das mais diversas fontes de energia renovável, com a solar correspondendo a 48% dessa expansão. Atualmente, 85% da nossa matriz elétrica é limpa e renovável”, destacou o secretário Adjunto de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia, Domingos Romeu Andreatta.

 A construção geradora de energia renovável deve começar entre o fim deste ano e o início de 2023, segundo os diretores.

“Somos um exemplo para o mundo e estamos trabalhando para elevar esse percentual e diversificar ainda mais as nossas fontes de energi renovável”, acrescentou.

O anúncio mais recente e animador para a Bahia foi o da chegada do 2º maior parque híbrido do país, o Complexo Alfazema, que será instalado entre as cidades de Ibicoara e Barra do Estiva, no centro-norte do estado. Este só perde para o Complexo Castanheira, também na Bahia, em Sento Sé. 

Estima-se que cerca de 11 mil empregos diretos e indiretos serão gerados na construção do novo empreendimento, de propriedade da Quinto Energy, empresa baiana. A construção geradora de energia renovável deve começar entre o fim deste ano e o início de 2023, segundo os diretores.

Energia, noticias Brasil

Ainda que não sejam tão visíveis, é correto afirmar que a adesão de energia renovável tem um crescimento ascendente entre os consumidores, o poder público e privado, de forma a reduzir as despesas de energia elétrica.

Nos próximos dez anos, são esperados investimentos de mais de R$ 100 bilhões somente na geração de energia solar, representando 28% de todos os investimentos no setor elétrico nesse período. 

Entre os incentivos oferecidos pelo governo federal está a eliminação de impostos de importação sobre sistemas de energia solar, o que possibilitou o aumento da competitividade das fontes solares no Brasil tanto para geração centralizada quanto para geração distribuída.

Novo Campus da Google Tem Painéis Solares em Formato de Escama

Cooler Ecológico é Criado Para Substituir Caixa de Isopor

Japoneses Criam Scooter Elétrica Com Espaço Para Pets