Garrafa que Torna Qualquer Água Potável é Criada Por Universitária

A estudante venceu a versão nacional do Red Bull Basement com a garrafa que torna qualquer água potável.

O direito a água potável, é infelizmente considerado privilégio para muitas pessoas. Só no Brasil, são 35 milhões de brasileiros sem acesso a um requisito básico para a sobrevivência humana. Mas uma estudante brasileira criou uma forma de democratizar a água potável para pessoas carentes dela.

A responsável foi a universitária Barbara Paiva, da Universidade Federal de Outro Preto (UFOP), que venceu a etapa nacional do programa universitário Red Bull Basement, que busca capacitar alunos de todo o mundo com ideias inovadoras, usando a tecnologia para gerar mudanças positivas.

Como Funciona a Garrafa Que Torna Qualquer Água Potável?

A garrafa foi batizada de Aqualux e foi desenvolvida de modo a esterilizar a água por radiação, utilizando uma espécie de filtro carregado a luz solar. Ela pode ser levada para qualquer lugar pois é pequena e portátil.

De acordo com Bárbara, a ideia da garrafa que torna a água potável surgiu durante seu mestrado sobre a esterilização de parasitas por meio da radiação. “Pensei em aplicar isso para ajudar as pessoas de forma simples e viável”. Ela ainda diz que, além de ter sido uma alegria ter sido a campeã e ajudá-la em seu desenvolvimento profissional, é uma forma eficaz de acelerar o desenvolvimento do projeto. 

Entre os meses de setembro e outubro, a estudante passou por um longo processo de avaliação pela da comunidade local, antes de se consagrar finalista da etapa nacional junto a mais 10 projetos. Para a ultima etapa nacional, sua ideia para democratizar água potável foi julgada e escolhida por Tallis Gomes, Isabela Matte e Runiet Skoberg. 

Gomes, que também é fundador da Easy Taxi, é um grande admirador do projeto. “Só no Brasil, o número de pessoas que não possui acesso à água potável é de 35 milhões de indivíduos, demonstrando um grande potencial de impacto. O produto agrega valor para a sociedade, por isso, precisamos estruturá-lo enquanto negócio”, comenta.

Em dezembro deste ano, Barbara e sua equipe se reunirão com vencedores dos mais de 30 países participantes em Istambul, na Turquia, para a grande final mundial. Atualmente todos estão desenvolvendo suas ideias e ao longo de 5 semanas, receberão espaço de trabalho, orientação e micro financiamento para o pontapé inicial de seus projetos.

Leia Também

No post here!